Brasil - Quinta, 27 Julho 2017

Mars Exploration Rover - A Aventura dos Exploradores da NASA em Marte Continua

Esta imagem foi obtida pelo Mars Exploration Rover Opportunity mostra uma parte do escudo térmico que a espaçonave ejetou pouco antes do pouso.

Crédito da imagem: NASA/JPL/Cornell/USGS

A Aventura dos Exploradores da NASA em Marte Continua

 

A NASA acendeu uma vela de aniversário para seus exploradores gêmeos, Spirit e Opportunity. O Spirit inicia o seu segundo ano em Marte investigando intrigantes rochas, diferentes de tudo visto anteriormente.

 

Os exploradores completaram com sucesso sua missão primária de três meses em Abril. Eles surpreenderam até mesmo os seus projetistas como quão bem eles estão funcionando até o momento. A imprevisível longevidade está permitindo aos exploradores atingir locais adicionais e seguir fazendo descobertas. O Spirit chegou em Marte no dia 03 de janeiro e o Opportunity em 24 de janeiro.

 

“Você podia cortar com uma faca a nuvem de tensão que pairava aqui na noite da chegada do Spirit,” disse o administrador da NASA Sean O'Keefe. “Lembrar da incerteza envolvida com o pouso enfatiza como isto é excitante para todos nós, já que os exploradores ainda estão operacionais. Os exploradores criaram uma impressionante quantidade de pessoas interessadas e certamente ajudaram a aumentar a importância do programa Vision for Space Exploration,” disse ele. Os exploradores gêmeos de Marte foram responsáveis pela maioria dos acessos aos servidores web da NASA – mais que 9 bilhões em 2004.

 

Dr. Charles Elachi, diretor do Jet Propulsion Laboratory da NASA, em Pasadena, Califórnia, disse, “Poucos de nós achavam um ano atrás que estaríamos celebrando um ano de exploração em Marte. O sucesso dos exploradores é um tributo às centenas de homens e mulheres talentosos que puseram seu conhecimento e trabalho nesse esforço conjunto.”

 

“Os exploradores estão numa impressionante forma física para suas idades,” disse Jim Ericsson, gerente de projeto dos exploradores no JPL. “Os gêmeos atravessaram o pior do inverno marciano e se saíram muito bem, e agora a primavera está chegando. Os dois exploradores estão em excelentes posições para continuarem explorando, mas não podemos dar a vocês nenhuma garantia.”

 

O Opportunity está indo em direção do escudo térmico que o protegeu durante a descida através da atmosfera marciana. Os membros da equipe esperam determinar quão profundamente a fricção atmosférica agiu sobre a camada protetora. “Com sorte, nossas observações poderão ajudar a melhorar nossa habilidade a levar futuros veículos à superfície de outros planetas,” disse Ericsson.

 

O Spirit está explorando a planície Columbia dentro da cratera Gusev. “Em dezembro, nós descobrimos um tipo de rocha completamente novo na planície Columbia, diferente de tudo que já foi visto em Marte,” disse o Dr. Steve Squyres da Universidade de Cornell, Ithaca, N.Y., principal investigador da carga científica dos exploradores.

 

Um conjunto de espécimes batizados de “Wishstone” e “Wishing Well” parece o produto de uma explosão, talvez de um vulcão ou um impacto de um meteoro. Estas rochas são muito mais ricas em fósforo do que qualquer outra rocha conhecida de Marte. “Alguns modos de fazer fosfatos envolvem água; outras não,” disse Squyres. “Queremos olhar mais estas rochas para ver se podemos distinguir entre aquelas possíveis histórias.”

 

A próxima missão da NASA para Marte, a Mars Reconnaissance Orbiter, está prevista para ser lançada em agosto. “Tão bom quanto foi o ano passado, as oportunidades de lançamento para Marte vem a cada 26 meses,” disse o Dr. Fioruz Naderi do JPL, gerente do Programa de Exploração de Marte. “A cada uma destas ocasiões no futuro próximo, nós temos intenção de ir a Marte, evoluindo sobre os achados dos exploradores.”

 

O cientista-chefe da NASA, Dr. Jim Garvin disse, “Marte nos seduz a explorar seus mistérios. Ele é o planeta mais parecido com a Terra dentre nossos planetas irmãos, e muitos acreditam que ele possa guardar pistas se lá houve vida ou até mesmo tenha se originado fora da Terra. Os exploradores nos mostraram que Marte tinha ambientes persistentemente molhados, e que possivelmente podiam sustentar vida. Além de nossas profundas descobertas, os exploradores avançaram o nosso programa passo-a-passo de exploração de Marte. Nós iremos continuar a explorar Marte roboticamente, e eventualmente com exploradores humanos.”

 

JPL, uma divisão do Instituto da Califórnia de Tecnologia em Pasadena, gerencia o projeto dos robôs exploradores marcianos para o Escritório de Ciência Espacial, Washington D.C. Imagens e informações adicionais sobre o projeto estão disponíveis no JPL em http://www.nasa.gov/vision/universe/solarsystem/mer_main.html e http://marsrovers.jpl.nasa.gov.

 

 Próximo artigo | Artigo anterior

Anúncios





Notícias
Direitos Reservados | Astronomia na Web 1996-2017