Brasil - Quinta, 27 Julho 2017

Galáxia M101 - ESTONTEANTE IMAGEM DESTA GALÁXIA ESPIRAL

Créditos: NASA e Agência Espacial Européia (ESA) 

M101 - Estonteante imagem desta galáxia espiral (130kB) 
28 FEV 2006 - Estonteante imagem da M101

Galáxias gigantes não foram criadas em um dia. Nem esta imagem frontal da galáxia Messier 101 feita pelo Telescópio Espacial Hubble. Esta é a maior e mais detalhada foto de uma galáxia espiral que foi publicada pelo Hubble. Esta imagem é composta por 51 exposiçõies individuais do Hubble, além de elementos de imagens de telescópios da Terra. A imagem composta final mede 16.000 por 12.000 pixels.
 
O disco espiral gigante de estrelas, poeira e gás tem 170.000 anos-luz de diâmetro ou aproximadamente duas vezes o tamanho de nossa Via Láctea. Estima-se que esta galáxia tenha pelo menos um trilhão de estrelas. Aproximadamente 100 bilhões destas estrelas  poderiam ser como o nosso Sol em termos de temperatura e tempo de vida. Esta imagem em alta resolução do Hubble mostra milhões de estrelas individuais desta galáxia.
 
A M101 localiza-se na constelação da Ursa Maior numa distância de 25 milhões de anos-luz da Terra. Esta imagem da galáxia que vemos hoje na Terra é aquela do início do período Mioceno na Terra, quando os mamíferos começaram a aparecer e o primeiro mastodonte apareceu na Terra. A galáxia ocupa no céu uma área equivalente a um quinto da lua cheia.
 
Notas dos editores:
O Telescópio Espacial Hubble é um projeto de cooperação internacional entre a NASA e a ESA
 
Pesquisadores dos dados originais do Hubble: K.D. Kuntz (GSFC), F. Bresolin (Universidade do Havaí), J. Trauger (JPL), J. Mould (NOAO), and Y.-H. Chu (Universidade de Illinois, Urbana)

Processamento de imagens: Davide de Martin (www.skyfactory.org)

Imagem CFHT (Canada/France Hawaii Telescope):  J.-C. Cuillandre/Coelum

Imagem NOAO: George Jacoby, Bruce Bohannan, Mark Hanna

 

Retorna ao Índice de Artigos

Anúncios





Notícias
Direitos Reservados | Astronomia na Web 1996-2017